Princípios

Princípios

Em sua mais pura essência especulativa, a Maçonaria é uma escola espiritualista e de caráter iniciático, portanto, o ingresso de seus membros se dá através de cerimônias de iniciação. Seus ensinamentos são transmitidos através de um sistema de graus hierárquicos, que levam os seus membros a interpretarem a simbologia maçônica e a orientar suas ações sociais, segundo os seguintes princípios básicos:

A crença livre de rotulações em um princípio criador universal, denominado Supremo ou Grande Arquiteto do Universo;


A investigação da verdade, sob a mais ampla tolerância e irrestrita independência;

O desprezo pelo sectarismo de toda a natureza, sobretudo, político, religioso, racial, pois considera esta a raiz de toda superstição, ignorância e tirania humana;

A valorização do labor humano honesto e decente, bem como o combate à exploração e aviltamento do ser humano, aos privilégios e às regalias indevidas;

O enaltecimento do mérito da inteligência e da virtude individuais, quando postos a serviço da Pátria e à Humanidade;

A constante observância e respeito às liberdades individuais, sobretudo de pensamento e expressão, como direito fundamental e inalienável do ser humano;

A busca pela igualdade de direitos e deveres entre os seres humanos e da tolerância, como princípios básicos para o convívio fraterno do gênero humano;

A preservação da família, o devotamento e obediência às leis da Pátria;

O reconhecimento como Irmãos de todos os maçons congregados em corpos maçônicos regulares esparsos pelo Orbe Terrestre;

A profissão do Ofício Maçônico especulativo e a disseminação de seus princípios, através do exemplo e da palavra.

0 visualização